Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Encontros e despedidas!




Estive uma semana ausente deste espaço e absorta em mim!

Tive absorta nas boas recordações que me deixaram dois fins de semanas seguidos: um com o João, Sara e Vasco e no outro a seguir com a Rita e Filippo! Por isso, uma semana preenchida com as emoções que vivi seguidas.

Agora as saudades e as emoções preenchem mais os meus dias e depois destas chegadas e partidas fico quase inter-planetária: entro numa "galáxia" muito minha, alimentando-me do que ficou para trás. E tanta coisa boa ficou vivida e partilhada!

Hoje decidi sair desta "letargia" e acordar para o presente e pensar: que Deus permita que vá tendo muitas destas "chegadas e partidas" que me enchem tanto a alma.

O meu dia a dia é muito sereno, devido às circuntâncias de perda gradual de mobilidade, da dor e saudade do meu filho que partiu e portanto estes momentos são preenchidos com maior intensidade. Agarro-me ainda mais aos encontros dos outros filhos e neto o que me parece natural.

"A emoção me faz chorar. A tristeza me faz crescer".

domingo, 25 de setembro de 2011

Uma boa semana.

"A lista de desgraças do nosso mundo parece não acabar e até aumentar: guerras, fome, escândalos, abusos, corrupção...

Parece que vai tudo de mal a pior. Será? O pessimismo parece mais inteligente, mas a esperança é mais sábia.

Não será esta desgraça um grito de que tudo tem que mudar, de que queremos ir por outro caminho? E se queremos é porque ele existe."

Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Que se repita por muitos!

Com um dia de atraso entre o texto e a música! ( manias e rasteiras do computador)

Na altura transcrevi um verso cujas palavras eu sei que vocês guardaram nos vossos corações e que o aplicam e irão aplicar para que esse dia 22 de Setembro seja sempre lembrado:

"Quero amar-te sem te asfixiar,
apreciar-te sem te julgar, unir-me a ti sem te escravizar,
convidar-te sem te exigir,
criticar-te sem te ferir e ajudar-te sem te desprezar.
Se puder obter o mesmo de ti,
então poderemos realmente encontrar-nos e
enriquecer-nos mutuamente."

Em baixo está a vossa música que ao ouvi-la consigo relembrar-me desse dia comovente e intenso para esta Mãe!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Para ti meu pirralho!


Já dois anos meu pirralho! Como o tempo passou tão depressa e mesmo assim a avó parece que te conhece desde que se conhece a ela. Sabes que o amor tem destas coisas que não se explicam.

O anterior fim de semana estiveste em Viana e como a casa se enche logo! É o teu falar, as tuas gargalhadas, o teu correr e as tuas brincadeiras!

Como nós os dois brincamos muito e tu adoras as macaquices da avó. Como eu fico feliz com isso, meu querido, e como me enches a alma.

Trazes sempre novidades no teu progresso e desta vez, e uma vez mais, achei-te muito desenvolvido na fala, fazendo já frases completas. Daqui a pouco sentas-te a meu lado e vamos conversar durante horas!

A tua ansiedade e curiosidade é tanta que já entraste na fase dos "porquês?" Já não é o "ham?" mas "porquê?"!!!

Hoje falamos pelo skype mas, como é compreensivo, estavas com mais atenção aos presentes!

Esta sexta feira chega a tia Rita e tio Filippo para passar um fim de semana comprido. Eras para vir cá com os pais mas tornava-se cansativo até porque, no início do mês vão os 3 a Itália a casa dos tios. Não será a tua 1ª viagem de avião, mas é a mais longa. Sei que te vais portar bem e que vais gostar pois tu és o verbo "ir"!

A avó, quando estás longe, está sempre cheia de saudades tuas. Sabes "porquê"? Porque te adoro meu querido!

Mais um beijo de parabéns e que continues sempre crescendo em harmonia!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

E assim se vai fazendo o caminho!

Há 30 anos nascia uma princesa! Começava a sua aventura para a vida.

Tendo agarrado o dedo de sua Mãe, logo nos primeiros minutos da sua vida, prendeu-a para sempre!

Foi um bebé, uma criança e depois uma adolescente que soube sempre lidar bem com as suas crises, dissabores e contrariedades sem nunca causar preocupações a seus pais. Cresceu e tornou-se numa mulher corajosa, decidida e de bem com a vida. Ama e é amada pelos seus e pelos amigos que foi fazendo e soube conservar.

Encontrou, na altura necessária o seu príncipe, com quem vive num país distante do seu. Até nisso demonstrou coragem, decisão e vontade de ir atrás da sua felicidade.

Por tudo o que é e por mais um ano da sua vida, muitos parabéns querida filha!

domingo, 18 de setembro de 2011

Uma boa semana.

"O saber e o sabor. Hoje vou estar mais atento ao "sabor das coisas" do que a "saber coisas". É que há muita gente que não sabem qual é o sabor da vida simples e desprendida, de um encontro pacífico e não interesseiro, de um momento de verdade...

É talvez mais importante saborear a vida do que saber da vida."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

domingo, 11 de setembro de 2011

Uma boa semana.

"Se"... Esta palavrinha é muito perigosa. Pode-nos encher a vida de "condicionais", e a levar a adiar tudo ou a desistir.

Se eu soubesse o que se vai passar, se estivesse nesta situação, se fosse mais magro, se tivesse mais dinheiro, se não fosse a chuva...então seria, faria, aconteceria...

Mas só há uma maneira de viver: com o que sou, aqui e agora. O resto é tentação!"


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Como o que é não parece!

Tenho em casa um "Profissional Trainer"! Ignorava totalmente até que descobri que o Vabenne está comigo de férias!

É um professor exigente mas como me conhece muito bem, não me deixa exagerar nos exercícios. Duas vezes por dia "chama-me" para a aula. E ainda por cima elogia a aluna, dá-lhe força e tem muita paciência. Longe mas muito longe daquilo que eu pensava!

O Vabenne diz que férias é fazer algo diferente. Teria sido provavelmente bom termos saído para fora mas este pequeno intervalo no seu trabalho, acho que lhe tem sabido melhor do que imaginamos: conversamos, temos os nossos momentos de silêncio, pausas para as leituras, organização facilitada do dia a dia doméstico, as suas idas às compras de que não se importa pois traz sempre algo para um pitéu, as suas saídas para ir com um amigo aos cogumelos ou fotografar, as suas bricolages, o tratar com calma do jardim, etc, etc, etc, preenchem-lhe os dias.

A mim tem-me sabido também muito bem não só por o ver assim como a paz e tranquilidade que tudo isto me transmite.

Não digo: fora a empregada, mas direi: pode ir de férias!!!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

domingo, 4 de setembro de 2011

Uma boa semana.

"A paciência é uma "paz-ciência". A "paz-ciência" não se contenta com tratados de reconciliação nem com tréguas.

Vai muito mais longe, pensa que tudo tem a sua hora e, ainda que não goze a paz, sabe vê-la no horizonte. A ciência da paz deve começar no momento do desencontro. A ciência da paz é a paciência.

A paciência tem horizontes largos e é própria dos fortes."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Como a empregada pode ser fundamental?

Uff!!! Como é possível a minha empregada ir hoje de férias e eu já ter saudades dela?

Foi uma semana que ela andou a mais de 100Km/h, para deixar tudo organizado incluindo algumas refeições.

Ela é uma bem disposta, ela encoraja-me muito, ela é organizada, ela "zanga-se" comigo quando me dou à preguiça para fazer os exercícios em casa, ela guia o meu carro, ela entusiasma-me para sair, ela adora ir comigo às compras de roupas, enfim, ela é um elemento fundamental no meu dia a dia.

Sei que terei o Vabenne para me ajudar, mas não é tão prático como ela.

São só 15 dias mas parece-me uma eternidade! Estou desejosa de a ouvir abrir outra vez a porta de entrada.

Sei que o Vabenne fará o seu melhor mas homens são homens e eu agora requero mais tempo para mim.

Mas também acho que não devo fazer disto um bicho de 7 cabeças: estaremos os dois mais próximo, o Vabenne irá fazer tudo para me proporcionar uns dias sem stress, teremos mais tempo para estar juntos e eu, com as minhas ganas e preocupação de não o "prender" muito irei dar mais de mim, e sem me aperceber colaborar mais na minha "indepêndencia".

Há males que vêm por bem e se Deus quiser este será um deles!