Seguidores

domingo, 24 de junho de 2012

"Mea culpa"

Domingo. 

Como não o faço à muito tempo, hoje também não vou escrever os pequenos textos de "Uma boa semana".

Domingo é o melhor dia para dizer "Mea Culpa"!  E fazendo, espero dar continuidade a este meu cantinho, que tem estado tão parado.

"Mea culpa" porque me deixei ir totalmente ao fundo das minhas capacidades de luta, de esperança e fé.  Não soube lutar contra imprevistos que me foram surgindo ao longo destes meses, tais como ter a notícia que precisava de ser internada no Hospital de S. João, para exames completos e complexos e esse internamento ter demorado dois longos meses para se concretizar e depois dos exames concluídos e relatados aguardar pela decisão de um grupo de neurocirurgiões e neurologistas capitaneados pelo que me operou à 19 anos.  Demoraria uma semana para me transmitirem o que julgam melhor para mim e já lá vão 3 semanas!!!

Estas esperas tiraram-me as forças e durante este tempo só tinha e tenho o pensamento focalizado para isto:  o que decidiram e qual será o veridicto:  ser ou não operada.

Se não for, porque ele não acha que nada há fazer eu vou-me sentir muito triste porque estou cada vez mais dependente.  Se achar a operação uma escolha, vou-me sentir preocupada devido às consequências da mesma.  Meu Deus, debato-me com este enorme problema!!!

Já tenho idade para racionalizar os problemas, para saber que não me adianta pensar "e se", que o meu tempo não é concerteza o tempo real que as coisas têm que ter, mas não consigo.

Dia 26, terça feira, vou ao S. João saber o que me espera.

Que Deus não me largue a mão...

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Obrigado D!!!

Encontramo-nos!

No mesmo sítio onde sempre marcamos para matar saudades, falar, dar um abraço e o beijo que me sabe tão bem.

Nestes encontros sinto sempre um turbilhão de emoções a invadir-me pelo que a D significa e que irá sempre significar para mim:  momentos felizes, momentos de uma tristeza enorme, recordações de atitudes que tomei e que me fazem sorrir e outras que me fazem sentir tão arrependida, vontade incontrolável de fazer imensas perguntas ou de ficar em silêncio observando o seu olhar sempre tão doce.  Uma menina que me apetecia tanto continuar a chamar: a minha casula!

Apesar deste turbilhão de emoções sabe-me muito bem estarmos juntas.  Muita coisa nos une e acima de tudo uma amizade sincera.

Quando nos despedimos e eu sei que vai partir sinto uma tristeza tão grande dentro de mim e de saudades, choro.

Até já D!!!

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Muitos parabéns Mãe

Minha querida Mãe:

Hoje vou-lhe escrever pois sei que, do sítio onde está, me há-de ler e quem sabe, sorrir com esta minha ideia!  Seria mais fácil falar consigo mas apeteceu-me usar este meio.

Já não conto os anos que partiu pois para mim foi ontem e as saudades imensas.  Sei contudo que faria 77 anos e continuaria a Senhora bonita e de sorriso lindo e bondoso como sempre foi.  

Os seus últimos anos de vida foram de luta e muito trabalho e por isso acho que está melhor onde se encontra.  Tem a companhia do Pai e do seu neto e juntos olham por nós.

Sei que muitas vezes me vê a chorar e gostaria de me secar as lágrimas e confortar-me com as suas palavras amigas e o seu abraço tão apertado, dando-me esperança e força.  E eu que tantas vezes precisava disso Mãe!  Mas eu ainda não desisti desta batalha e sinto que parte dessa força vem de si.  Quem tem anjos a cuidar de nós é assim!

Lembro-me tantas vezes dos fins de semanas que passamos juntas, dos nossos passeios, das nossas gargalhadas, da alegria que sentíamos quando nos encontrávamos!  Parecia que tinhamos a mesma idade e o meu relacionamento consigo centrou-se sempre numa grande amizade, respeito e cumplicidade.  Quantas vezes, devido ao seu ar jovem, passávamos por irmãs!!!

A Mãe proporcionou-me tempos inesquecíveis e momentos maravilhosos.  Proporcionou-me uma infância e adolescência muito feliz que fizeram com que entrasse na fase adulta com óptimas oportunidades de estender essa felicidade para o que me estaria reservado.

Muito obrigado por tudo Mãe!

Um beijo muito grande desta filha que a adora.

 

domingo, 20 de maio de 2012

Uma boa semana

Comunicar é mais do que transmitir,como formar é mais do que informar. Comunicar é comungar.

Comunicar é estabelecer uma ponte que funciona nos dois sentidos. Podem ser úteis os comunicados, mas sem resposta recebida e aceite, não há comunicação que seja comunhão.

P. Vasco P.Magalhães

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Uma boa semana

"Só sabe dizer "sim" quem souber dizer "não". É tão difícil dizer "sim" quando deve ser e "não" quando tem de ser, tantas vezes contra tudo e contra todos.

Mas seria isso que faria a diferença. E seria o mais benéfico para o mundo.

A verdade não vai por maiorias. São os interesses,a imagem, as pressões que nos deixam sem liberdade.

Não fico sózinho se ficar com a verdade".


P. Vasco Pinto de Magalhães, s.j
.

domingo, 29 de abril de 2012

Uma boa semana

"Viver sem se comparar!

Este aviso devia estar nos cruzamentos, nas auto-estradas, nos livros de escola. O mundo de competição é um mundo sem auto-estima, que vive pelos modelos que estão na moda. Já não se vale por si, vale-se pelos outros.

Tiremos a máscara e a farda para ser quem somos!"



P.Vasco Pinto de Magalhães

domingo, 22 de abril de 2012

Uma boa semana

"Há um certo pudor em falar de fé. Um amigo dizia-me: " Tenho pena de não ter a tua fé".

O que é a fé? Na Biblía, fé nada tem a ver com crença. Fé, ter fé, é apoiar-se em algo ou alguém. Se me apoio, se vou buscar a minha segurança ao dinheiro, tenho fé no dinheiro. Há quem vá buscar a sua felicidade ao sucesso, ao poder, à saúde, etc. Têm fé nisso.

E eu próprio, em quem me apoio? Em Cristo?".

P. Vasco Pinto de Magalhães

domingo, 15 de abril de 2012

Uma boa semana

"Ninguém pode garantir nada do amanhã, por isso devemos estar preparados para tudo. Há que saber viver na abundância e na penúria, ser feliz com sol ou com chuva,porque a felicidade não depende disso, mas da paz interior e do sentido que damos à nossa vida.

Quem "só se lembra de S. Bárbara quando faz trovões", não está preparado para o futuro. Vive a remendar."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

domingo, 8 de abril de 2012

Uma boa semana

"Os cristãos celebram a Páscoa dizendo que Cristo ressuscitou. Como é que isso se prova?

Bem, realmente, provas, argumentos científicos, não há. Mas há factos.

Aconteceu qualquer coisa que fez nascer a Igreja, que a aguenta apesar de todos os seus erros e pecados. Aconteceu algo que dá vida e paz a quem se arrisca a crer.

Contra factos, não há argumentos."


P. Vasco Pinto de Magalhães

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Uma Santa Páscoa!


Já tive a felicidade de viver a Páscoa como deve ser vivida e sentida pelos cristãos. Agora e infelizmente não o posso fazer.

Quinta feira tínhamos a cerimónia do "Lava pés", carregada de humildade e de sentimento. Chegava-me a correr as lágrimas pela cara pela força do momento. Era uma comunidade pequena e todos sentiamos o momento com muita intensidade!

De sábado para domingo, voltava-mo-nos a reunir para a vigília pascal que começava por volta das 22,30horas e prolongava-se, com orações, cânticos e missa até de madrugada (por volta das 6.00horas da manhã).

Meu Deus, que saudades que eu tenho desses momentos partilhados com tanta fé e amor! Tempo de renovação, tempo de desejos de um ser melhor. Se assim Ele quiser, ainda hei-de repetir esse tempo vivido e partilhado na minha comunidade!

A todos desejávamos uma Santa Páscoa, como agora desejo a quem me está a ler!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Faz anos...


Só agora, vendo a data, reparei que este meu espaço faz 5 anos!

Ao "Bacouca" tenho que agradecer os momentos de prazer, entretimento e de desabafo, que me proporcionou.

Tenho que estar grata aos amigos que aqui fui cultivando e que no fundo são muito da continuidade deste espaço.

Mas o meu pensamento vai para a minha querida Diana, que com uma paciência infinita e numa maratona que terminou às 4 horas da manhã do dia 4, me ensinou e ajudou a criar este espaço! A Diana no sul e eu no norte e por messenger, fui tacteando as teclas até o concluir. A excitação foi enorme! Lembro-me, como se fosse hoje, que vim até ao jardim fumar um cigarro pois não conseguia dormir. Era como uma criança que tivesse obtido um "brinquedo" novo!!!

Se este canto ajudou, divertiu, consolou ou simplesmente ajudou a ocupar o tempo, terei que dizer: bem haja querida Diana!

Acredito no amor incondicional!

"Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba.
Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona.
Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação"

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Momentos para guardar!!!


Foi este pirralho que durante 5 dias pôs o meu coração a bater com todas as suas fibras, originando momentos de felicidade!

Cada vez está mais participativo, meigo e malandro! Muitas coisas quis ensinar a esta Avó Bacouca! Tudo manhas, que já as sabe muito bem.

Começava logo o dia com a sua visita ao meu quarto para saber se eu já tinha tomado o pequeno almoço. Como eu ainda não o tinha pedido à minha Fernanda, era um pinchar na cama, uma descoberta das minhas pinturas de rosto, um desafiar constante para a brincadeira!!!

Depois a delícia das conversas em família, os passeios com os meus filhos e nora, as refeições barulhentas pois todos têm algo para dizer, os serões tranquilos ainda com a lareira a crepitar.

Senti muito a falta da presença física do meu filho Afonso, mas sabia-o ali ao nosso lado.

O Afonso apreciava muito estes encontros com o núcleo duro da família e tinha muito carinho pelo sobrinho. Era um elemento importante nos diálogos pois adorava questionar. Eu dizia muitas vezes que ele andava sempre à procura de respostas e só obtinha ainda mais perguntas!

Foram dias inesquecíveis que me fizeram muito bem!




Atrevo-me até a dizer, que conseguiram "partir" este coração, que andava tão fechado!

Não é de pedra mas ultimamente tem andado tão alheado a momentos de felicidade...

Mas agora com esta "brecha" que se abriu, tudo vou fazer para que não se feche novamente.

A felicidade procura-se, não se encontra!!!

domingo, 1 de abril de 2012

Uma boa semana

"Só uma profunda vida interior e uma visão adequada do mundo podem sustentar a esperança para além de qualquer crise. E neste mundo há crises e não podem deixar de existir dada a nossa vulnerabilidade e as dificuldades, mais ou menos grandes próprias da vida.

É um engano pensar num mundo sem luta. Ao deitar fora a oração, ao desistir do esforço, ao nivelar por baixo e sem exigência, ficamos prisioneiros das dificuldades e sem saída."


P.Vasco Pinto de Magallhães, s.j.

sábado, 31 de março de 2012

É da idade???

Meu Deus estou a ficar complicada com a idade?

Há uma semana estava a passar uns dias inesquecíveis com a Rita, vinda de Itália, o João, Sara e Vasco, acompanhada pelo Vabenne. Dias de casa cheia, de muita conversa, de brincadeiras e risadas do meu piralho Vasco, de passeios, de melhorias do meu estado.

Durante esta semana, o meu neuro-cirurgião, que me operou à 19 anos e que me tem acompanhado, conversou comigo propondo o internamento no Hospital S. João, para efectuar diversos exames médicos. Uma vez mais um caso raro esta perda progressiva de mobilidade e por conseguinte, a necessitar de um estudo mais aprofundado.

E pumba...lá vou eu pela recta descendente, regredindo nos progressos que estava a fazer, apesar de pequenos.

A bagagem que acumulei e as "baterias" que carreguei com todos juntos não me deixaram com mais forças para enfrentar esta nova faceta? Mas que idade tenho eu?

Às vezes parece que não amadureci e reajo de um extremo a outro.

A vida já me ensinou, num curto espaço de tempo e com muito sofrimento, a não pensar no futuro pois nada é seguro ou certo. Então porque não aprendo?

Para mim nunca gostei de pedir e a Deus principalmente. Pelos outros faço tudo.

Fico a aguardar que o façam por mim e agora mais que nunca...


domingo, 18 de março de 2012

Uma boa semana

"Um teste interessante para eu fazer será reparar qual é a primeira ideia ou palavra que me vem à boca mal acordo.

Pode ser: "já?", "bom dia", "que sorte", "que chatice", "já vou", "digam que não estou", "vamos a isto", etc. Experimentemos!

A vantagem não é só saber como dormi. A vantagem é saber que disso pode depender o correr do dia."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

domingo, 11 de março de 2012

Dilema...

Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto
Esse eterno levantar-se depois de cada queda
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha
Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
Infantil de ter pequenas coragens.

Uma boa semana

"A esperança é uma palavra maltratada. Ter esperança não é ficar à espera pacientemente ou achar que vai dar sorte - isso é, quanto muito, expectativa e palpite.

Esperança é ser capaz de apostar no futuro, é estar convencido que vale a pena lutar e seguir em frente."

Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Ao meu "peixe" Kikinhas...


Hoje só consigo escrever:















Mas há dois anos escrevia:

"Tenho um "peixe" que hoje faz anos e a quem eu chamo "kikinhas". É um peixe de estimação, como não há outro igual.

Sempre foi lindo e diferente. Tão diferente que muitas vezes tem que saltar do seu meio ambiente tal é a ânsia e necessidade que tem em conhecer outras coisas e dar largas à sua imaginação.

Não sei se todos o conseguem compreender mas de mim tem todo o apoio! Desde pequenino que eu adorava sentar-me ao pé dele e ouvi-lo "borbulhar" as suas histórias, as suas invenções, as suas traquinices, as suas graçinhas e o seu constante bater de barbatanas. Um pequeno espaço tornava-se grande com a sua agitação.

Criava coisas até que começou, já numa fase mais adulta, a aperceber-se que criar não é imaginação mas sim correr o grande risco de ter a realidade!

E é essa realidade que lhe vai surgindo com tanta frequência, que eu muito gostava que ele, concretamente, se apercebe-se da mesma!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Recordações em pedaços...

Já contei aqui, pedaços da minha estadia em Macau, recortes da minha lua de mel e agora irei abrir um capítulo onde descreverei algumas viagens que me deixaram boas recordações.

Não serão por ordem cronológica mas sim pela importância que tiveram em mim.

Felizmente que fiz muitas, mas umas foram mais marcantes que outras.

Como disse S. Agostinho " O mundo é um livro e aqueles que não viajam lêem apenas uma página."

Eu tive a felicidade de viajar bastante.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Uma boa semana

"Que significa correr bem o dia? Para alguns é não acontecer nenhum azar, é ter sorte, é concordarem com eles...Mas não!

A vida não é sorte ou azar. Correr bem o dia significa que, daquilo que aconteceu, fácil ou difícil, eu soube tirar partido e agir bem. Posso ter um dia fácil e correr-me mal."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Estou com ganas...

Acho que só comecei a "acordar" para a perda do meu filho Afonso, a partir de meados de 2011. Até aí andei anestesiada, pondo no meu imaginário inconsciente, que ele tinha ido para uma longa viagem.

Depois ao aproximar-se o dia 5 de Dezembro, o Natal e o fim de ano, acordei abruptamente para a realidade. E desisti. Desisti de tanto que até de mim me esqueci. Entreguei-me. Entreguei-me de tal forma que acabei na cadeira de rodas. Deixei de fazer esforços, de lutar e por isso o meu estado psíquico afectou e muito o meu estado físico.

Ultrapassada esta barreira de datas, olhei para mim e vi que não poderia ser. Tinha que dar um primeiro passo, tinha que sair da letargia. Não poderia abandonar-me desta maneira. E aos poucos fui começando a lutar.

Vai ser uma caminhada longa, a qual nem sei se conseguirei chegar ao fim, mas vou tentar.

Com perseverança, força de vontade e esperança quero dar o 1º passo para esta longa e difícil caminhada...

Estou com ganas...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Patuá!

A minha empregada, que é o meu braço direito e esquerdo, nesta fase que atravesso, nasceu em França, viveu lá até aos 12 anos e veio para Portugal. Mais tarde, quando se casou, regressou a França e aí permaneceu mais uns anos, só voltando já mãe.

Conhece bem as duas línguas, mas por vezes, a junção das mesmas, dá origem a um patuá, que me deixa deliciada!

Já pensei fazer um pequeno dicionário, com algumas expressões e acho que vou concretizá-lo!

Tenho é que escrever logo pois senão não sei reproduzir. São expressões e palavras muito engraçadas, que eu nem tenho coragem de a emendar. Devia fazê-lo pois ela é uma mulher muito esperta e muito interessada em aprender, mas penso que este sotaque lhe dá imensa graça!

Quando tiver um bom apanhado de expressões, voltarei a este tema!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Uma boa semana

"É Carnaval, ninguém leva a mal." Mas eu levo a mal que alguém se aproveite das ocasiões para sorrateiramente se impor, dizer mal ou deitar abaixo.

Uma coisa é o humor, outra a humilhação, e outra ainda a falta de pudor.

Se aproveitássemos o Carnaval para rir de nós próprios, e não para pôr os outros a ridículo, estaríamos a vivê-lo de uma forma mais sã."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O meu pirralho!

Tenho andado um pouco ausente e até parece que os textos que escrevia aos domingos desejando aos amigos uma boa semana, passaram para segunda feira!

Espero que isto não volte a acontecer mas deve-se a ter tido saídas, visitas e a estadia dos meus filhos e neto, que me têm preenchido os fins de semana.

Este meu pirralho cada vez me deixa com a alma mais cheia quando nos vem visitar!

Entreaje muito mais e é uma criança que vende alegria, energia e simpatia! Junta o seu lado carinhoso com o outro de malandreco o que me deixa encantada!

Com 2 anos e quatro meses, já mantém uma conversa e palavras novas que aprende já não as esquece. Sou, na verdade, uma avó super babada!!!

Veremos como ele irá reagir à chegada do irmão, que se prevê para Junho. Vou ser bi-avó! Todos estes acontecimentos me dão força para eu reagir e colocar objectivos para alcançar no meu dia a dia. E assim não vou perdendo a esperança.

Obrigado meu piralho por dar forças à avó!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Uma boa semana

"Devemos ser os primeiros em saber ser últimos. É uma boa regra para as filas de espera, para os encontros...Quem sabe dar passagem vai à frente: na educação, na disponibilidade, na paz, na humanidade.

Quem se meteu à frente já perdeu a ocasião de ser gente."


Vasco Pinto de Magalhaes, s.j.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Uma boa semana

"Perante o sofrimento e a dor, perante a realidade que não desejávamos viver e que nos cai em cima, há quem se revolte, há quem culpabilize os outros e a si próprio, e há quem se decida a encontrar-lhe um sentido.

Quem se revolta contra o sofrimento é desgraçado, mas quem procura um sentido para ele cresce interiormente e é feliz."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Mas é possível?

Bombom Imperador

"Bombom de chocolate de leite extrafino, com sabor altamente requintado, recheado por uma amêndoa inteira torrada, de elevada qualidade."

Eram na verdade assim os Bombons Imperador, da fábrica de chocolates a Vianense, centenária em Viana do Castelo.

Eram o orgulho da cidade e faziam as delícias dos visitantes. Quais Ferrero Rocher, Bacci, etc, para dar de presente! A sua qualidade e a rotulagem dos mesmos eram o cartão de visita da cidade.

Também a crise bateu-lhe à porta e deslocou-se com todo o kown how, para outra cidade.

Continuam a aparecer com a mesma qualidade e rotulagem em alguns sítios. A tradição tem destas coisas e até o factor marketing. Mas a modernice tem por vezes os seus efeitos perversos! Outro dia recebi uns já embalados com o símbolo do Benfica. Mas isto é possível?

Descaracterizar um bombom que sempre teve o seu envólcro com a figura de um Imperador, o qual deu o seu nome e conhecimento a nível nacional?

Que tristeza que eu senti e ao mesmo tempo revolta por se alterar de animo leve, tradições centenárias.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Passo a passo...

Ao fim de muitos meses ( nem sei mesmo se 1 ou 2 anos), o pequeno texto que deixo aqui ao domingo, foi deixado para uma segunda feira!

Algo de muito diferente se passou para que assim acontecesse...

Para uma pessoa que se movimenta normalmente, ir de Viana a Lisboa almoçar e voltar no mesmo dia, até se faz bem. Agora eu, com mobilidade reduzida foi um desafio muito grande.

Durante alguns dias andei com medo e via o Vabenne com a mesma sensação mas ao mesmo tempo, com pena de não estar nesse encontro especial, com toda a família. Tinhamos ambos receio de a distância ser demasiado longa para mim, tinhamos ambos receio de necessitar de uma simples casa de banho e ela não estar preparada para a minha condição. Enfim só "senões" para não irmos, para não sairmos uma vez mais, do conforto da nossa casa e "aventurarmo-nos" a sair de Viana!

Achei que não podia ser que tinha que haver uma 1ª vez para tudo e comecei a mentalizar-me e a incutir confiança ao Vabenne que TINHAMOS que ir!

E fomos! Tudo correu muito bem, o Vabenne estava feliz com os irmãos todos reunidos, eu cansei-me de falar (imagine-se.!) com as minhas cunhadas e sobrinhos e regressamos ao fim da tarde a Viana, chegando sobre o tarde.

Para mim foi algo de muito importante para o meu ego: não me senti "peso" ou "entrave" para o Vabenne e acredito de que com vontade poderemos fazer umas "escapadelas", pois todos os sítios, em princípio tem acomodação para pessoas com mobilidade reduzida.

Ao fim de tantos meses, esta pequena/grande conquista, trouxe-me o cheiro da felicidade!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Uma boa semana

"Unir o que está separado, lançar pontes, estabelecer laços. É um bom programa, e desafio para esta semana.

Somos convidados a aproximar-nos, a desfazer nós e a deitar muros abaixo.

É mais fácil levantar barreiras. É mais feliz vencer distâncias."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j
.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Profissão: varredor de ruas!

Ontem e já ao fim de muito tempo, apareceu-me na clínica onde trabalho, o meu amigo Victor, varredor de ruas!

Foi uma alegria grande para os dois e ainda mais para ele que não me julgava encontrar ali, ao fim de tanto tempo.

Falamos sobre a vida, as voltas que ela nos obriga a fazer e relembramos tempos antigos e como nos começamos a falar.

Dantes, quando guiava, tinha sempre o hábito de ir tomar o café à mesma pastelaria. Foi na altura que surgiu a proibição de se fumar dentro de recintos fechados.

O dono colocou cá fora duas mesas com as respectivas cadeiras e eu ocupava sempre uma. Aí apanhei dias de sol mas recordo mais o frio e até pingos de chuva fustigadas pelo vento!

Passava sempre um varredor que também tinha que se sujeitar às agruras do vento: fizesse um sol de escaldar ou um frio de rachar!

Fazia-me pena ver aquele homem franzino naquela faina diária e um dia resolvi meter conversa com ele. E assim continuou sempre que passava na pastelaria à mesma hora que eu lá estava: como vai? ainda tem muito trabalho? o tempo hoje não está para se andar cá por fora. etc,etc,etc.

Depois fui trabalhar para a clínica e ele mudou de horário. Tempos depois encontramo-nos no café ao lado da clínica! Era ver a nossa alegria!

Não há coincidências há sinais! Um homem tão simples e humilde como consegue trazer-me palavras de coragem, esperança e conforto!

Espero puder transmitir-lhe o mesmo e que não voltemos a ficar tanto tempo sem nos vermos!

domingo, 15 de janeiro de 2012

Uma boa semana

"Por vezes, dou comigo a viver no passado; outras vezes, reparo que fugi para sonhar o futuro...É que o presente nem sempre é agradável, mas é o único espaço que tenho para fazer o bem.

O presente também serve para agradecer o passado, colher os frutos e programar o futuro.

Regar a árvore da vida é a tarefa do dia a dia. Não posso mudar o ontem, nem garantir para amanhã. Não vá apodrecer-me o único presente que tenho nas mãos."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Que sociedade?

Cada vez que abro a TV, nos canais portugueses, ou se fala da crise e das medidas que ainda aí virão ou de roubos. Estes últimos têm sido cada vez mais frequentes e violentos.

Até Viana, uma terra pacata, é assaltos a multibancos, farmácias, ourivesarias, etc.

Não sei se isto é devido somente à crise ou ao desrespeito pela propriedade alheia e pelo sistema de justiça, tão lento entre nós.

Outro dia e em plena luz do dia foi esfaqueado um senhor que tentava defender a sua sobrinha, agredida por um adolescente. O rapaz, depois do seu acto tresloucado pós-se em fuga. Populares correram atrás dele e apanharam-no. Chamada a polícia, a mesma não pode dar ordem de prisão porque o referido adolescente já se tinha desfeito da arma branca!

Irá a tribunal, mas quando? Que outros actos tresloucados fará? Como, quando e onde irá expandir novamente a sua agressividade?

Isto está de cortar à faca. Falta pouco para usarmos cadeados em tudo e cada um ter a sua própria defesa. E aí sim, estamos em pleno far west!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A magnólia

Chegou só agora o Inverno! Eu sei disso porque tenho um termómetro no meu jardim: a minha magnólia branca!

Quando fica assim, cheia de flores brancas o frio bate à porta.

É um espectáculo muito bonito quando a relva está muito verde, os passarinhos saltitam por entre os seus ramos a a lareira crepita tornando a casa com uma temperatura muito agradável. E ainda por cima temos tido dias lindos de sol!

Observar a natureza pela sua evolução é muito reconfortante! Na Primavera começa a cerejeira brava com as sua flores rosa, no verão o jasmim que invade a casa com o seu cheiro e no Outono a vinha virgem com folhagem bordaux!

Tenho na minha casa um bom observatório! No jardim de trás é no verão a minha mini-horta que também me dá muito gozo.

Meu Deus tanto que eu tenho para aproveitar!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A mudança tem que acontecer!

Apesar da mobilidade fisica estar a diminuir será que a mental também? Olho para este ecrân em branco e dá-me uma breca. Quero escrever, contar, falar mas a cabeça bloqueia!

Será porque no meu dia a dia tenho pouco contacto com o exterior e não observo situações dignas de registo? Será porque passo os dias focalizada em dois ou três assuntos que julgo não serem para aqui descritos?

Eu que tive até à pouco tempo uma vida tão cheia, feliz e embrulhada num papel tão colorido, não poderia reviver esses momentos? Nesta altura acho que não porque a alegria foi-se, a esperança desvaneceu-se e o passado parou a determinada altura.

Mas este estado de alma tem que ser combatido, vencido, ultrapassado. Não o posso prolongar por mais tempo porque então passarei a fazer parte dos derrotados e isso eu sei que não quero.

Do meu canto de trabalho e através de um grande janelão vejo a natureza a transformar-se, os passarinhos a lutar pela sua sobrevivência e eu tenho que fazer o mesmo.

Que este ano que iniciou me traga a coragem e esperança de que tanto necessito!

domingo, 8 de janeiro de 2012

Uma boa semana

"Viver é repartir. Re-partir. Há quem reparte, isto é, divide com os outros os seus bens. Há quem reparta, torna a partir, isto é, recomeça de novo a caminhada. Repartir é viver.

Este é o segredo: partilhar e recomeçar sempre. Assim faremos de cada dia um bom dia!"


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Aih este computador...

Acho que este meu computador, começou o ano já cansado!

Quero meter imagem e ele não responde, quero deixar comentários em vários blogs e ele não me deixa. Agora que eu me tinha proposto a não ficar tanto tempo sem escrever aqui, ele resolve contrariar-me. Mas será que as máquinas têm sempre razão?

A verdade é que nos deixam com uma sensação de impotência. O melhor é dar-lhe tempo para ver se ele recupera!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Um 2012 de mudança!

Neste 1º dia do ano, quero desejar a todos os que me visitam um 2012 cheio de coragem, paz e saúde.

Nunca poderemos chamar de "Ano Novo" se cometermos os mesmos erros do ano anterior.

Parecendo ser muito difícil, eu tenho objectivos que gostaria de praticar neste ano que se inicia:

- ser mais corajosa;
- ser mais persistente;
- não me deixar vencer pelo passado;
- diversificar as minhas actividades;
- ser mais realista e não pensar que terei que me entregar;
- vencer, com todas as minhas "fibras" o meu estado emocional e fisico;
- viver o dia a dia preenchido com pensamentos positivos;
- pensar que serei capaz de tudo isto!

Que assim seja, para mim, o 2012!!!

Uma boa semana

"Mas porque me haveria de acontecer? Mas porquê eu? Porquê esta situação, esta dor?

Há perguntas erradas. Pergunta antes e sempre: "para quê" Para quê, onde leva? Que posso fazer com esta experiência, esta relação, esta morte? Que nos ensina, que nos mostra?

Há pessoas que não passam da "idade dos porquês". Ficam a olhar para trás feitas "estátuas de sal", sem saída. Pergunta pela finalidade: importa o "para quê" da vida."


Vasco Pinto de Magalhães, s.j.