Seguidores

sábado, 21 de junho de 2008

PARA PORTUGAL TERMINOU O EURO: VÁ FOI O PATRIOTISMO!!!

Acabou-se o Europeu de 2008 para os portugueses! Não seria grave se isso não representasse um entusiasmo colectivo, um elixir para os momentos difíceis que o País atravessa, um patriotismo exarcebado, um serrar de "barreiras" para "defender" o bom nome de Portugal!

Tudo isso esqueceu-se no dia seguinte e somente se discute de quem é a culpa: Scollari " e burro sou eu né", do Ricardo (ele tem mesmo medo das bolas?!), do Cristiano Ronaldo que só pensa na espanhola (dizem que de lá nem bom vento nem bom casamento, pató!), etc, etc.

Futebol nunca me entusiasmou por variadissimas razões e uma delas, citando Mia Couto, não suporto "um MUNDO cheio de dores verdadeiras, parar perante a dor falsa de um futebolista". Contudo, jogando Portugal vejo e vou na "torcidinha"!

Às quintas e sextas feiras, em Ponte de Lima, almoço sempre no mesmo sítio por ser muito agradável e sossegado. Na mesa ao meu lado senta-se o Joca.(Petit, Nani, Pauli, Titi também é nome próprio?)

Alguém saberá quem é? Aposto que não!!!. Concerteza é difícil, eu sei, pois não faz as manchetes dos jornais, nem vem nas revistas da fofoquice. Mas se eu vos lembrar de um grupo de rapazes que impressionou o País e que ainda hoje nos recordamos de ouvirmos cantar o hino nacional com tal garra, com sentimento tão forte que nos fez "arrepiar" porque nunca tinhamos sentido esse patriotismo nato, aí sim lembrar-se-ão: a nossa equipa de rugby!

E se também sentissemos patriotismo e dessemos tanto valor aqueles que levam o nome e a honra de Portugal além fronteiras, (judo, triato,olímpiadas de deficientes, etc) com o foguetório, bandeirola ou camisola se gostamos, como agora fazemos sómente com a nossa equipa nacional de futebol?

2 comentários:

Vabenne disse...

O gaúcho, para colocar a selecção acima dos clubes principais - que mandavam na selecção - colou o sentimento nacionalista às cores da equipa nacional. De tal jeito o fez que quase ninguém se lembra de quem realmente ganha com as cores nacionais: Nelson Évora, Naide Gomes, Obikwelo, Vanessa Fernandes, etc.
No futebol, na verdade, não ganhámos nada. Que eu saiba só mesmo os jogadores e, claro, o gaúcho.

Anónimo disse...

Então, futebol à parte, vamos agora todos torcer pela Alma Lusa nos Jogos Olímpicos, onde, de facto, temos grandes valores do desporto nacional! Eu acredito, e vocês?

Um beijo,
Maria João