Seguidores

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

SERÁ A CRISE?

Ando baralhada! Será baralhada?
Baralhada é quando não se sabe o que se quer, o que se tem, o que se diz, o que fazer.

Pois eu:
-sei o que quero;
-sei o que tenho;
-sei o que digo;
-sei o que fazer.

Então que nome se dá a este estado em que se sabe o que se quer, sabe o que se tem, sabe o que dizer e ter tanto para fazer e dar por mim parada?

Será a crise dos "entas"? Espero bem que não pois eu quero acabar os cinquentas, passar pelos sessentas, setentas, oitentas (e por aí fora!) sempre em movimento e com os neurónios fervilhando.

Vou dar um tempinho...

6 comentários:

Anónimo disse...

Há um princípio básico que se aplica à gestão e que pode dar jeito: primeiro o mais importante.Saber o que se tem e o que se quer é importante, saber o que se diz é sensato então só falta mesmo á fazer. Será que ajudei?

Ritália disse...

E será que é assim tão mau parar para pensar? Para olhar para trás e ver o que se viveu, olhar para o lado e ver o que se conquistou e assim poder olhar em frente percebendo melhor onde se quer ir?...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também tenho fases dessas. Ao princípio preocupava-me, mas agora espero que passe.
Bom fds

bacouca disse...

Anónimo,
Ajudou? Você ajuda sempre...!
Um beijo especial

bacouca disse...

Ritália,
Tem toda a razão! E partindo de uma picollina que olhou para tras, reparou o que tinha, e deu um passo grande mas seguro em direcção ao futuro é o exemplo de que é bom e necesário parar para pensar!
Um beijinho

bacouca disse...

Carlos,
Eu também espero que passe mas ainda não é possível parar os ponteiros do tempo pois não?!!!
Um beijinho