Seguidores

sábado, 18 de outubro de 2008

MANTER A CABEÇA FORA DE ÁGUA

Não podemos negar.

Por vezes temos dificuldades de mantermos a cabeça fora de água: gesticulamos, engolimos alguns "pirolitos", deixamos passar a onda e ficamos cansados. Outras vezes até chegamos a ficar exaustos e a precisar de ajuda.

Umas vezes a culpa é nossa porque entramos mar adentro sem a devida cautela mas outras somos levados pela corrente.

Confesso que não sei em qual situação me encontro.

Só pergunto: herói é aquele que se esqueceu de fugir?




Sei meu Deus, que posso contar contigo, mas nestas alturas não te consigo pedir. Tu sabes quando preciso!

4 comentários:

Lyra disse...

Um beijinho... ando por aqui.

bacouca disse...

Lyra
É tão bom ouvir...ando por aqui.
Também eu ando...perto de ti!
Um beijinho

Luisa disse...

Se precisares de um ombro amigo, sabes onde estou. Beijos.

bacouca disse...

Minha querida:

Tu pretences ao grupo "those were the days"?!
Acho que sim...A Luisa que já é minha amiga há mais anos que a idade do meu filhote mais velho!
Um beijão e aparece também por aqui apesar de sabermos que estamos sempre perto!