Seguidores

sábado, 28 de fevereiro de 2009

A FLORZINHA CONTINUA CRESCENDO!!!

A Mãe esperava novamente por mais um rebento. As ecografias ainda não se faziam para saber o sexo da criança e como em sua casa só havia homens diziam: se for menina fica na rua!

Ela não se assustava pois sabia que não passava de brincadeira e aguardava tranquilamente a hora: sem pressas, sem nervosismos pois tinha plena consciência que todo esse processo pretencia à Mãe Natureza a quem ela tinha sempre aprendido a tratar por tu, desde os seus tempos de criança!

Era Setembro, daqueles que ainda cheira a Verão. Tinha chegado a hora e ela vestia um vestido amarelo cheio de florinhas e na sua cara reflectia a felicidade misturada com curiosidade que transmitia paz. Quem observava achava-a bonita.

Nem o vestido teve tempo de tirar e o quem a acompanhou no parto foi uma médica amiga e um obstreta. Maravilha das maravilhas: era uma menina linda, mais linda que qualquer flor do seu vestido!!!

Quando recem-nascida, agarrou com a sua mãozinha pequenina o dedo da Mãe, esta soube de imediato que estariam juntas para tudo e para sempre.

Tinha consciência que iria encaminhar para a vida algo tão frágil, tão sensível, lidando com as dúvidas, os medos, as alegrias, as tristezas que ela provavelmente também teria tido. No fundo eram duas mulheres que iriam tentar mutúamente compreender, ajudar,completar.

Julgo que o conseguiu pois deu-lhe asas que foram crescendo de acordo com a sua idade. Tornou-se numa mulher sensível, sensata, corajosa, amiga, confidente e acreditando no Amor. E foi por esse amor, que um dia partiu deixando o seu refúgio, a sua vida estável, o seu País, enfrentando e recomeçando muita coisa de novo.

Sua Mãe a quem ela lhe faz tanta falta, está feliz! A "florzinha" continua linda, por dentro e por fora e sempre crescendo!!!

6 comentários:

Ritália disse...

:)

Luz disse...

Bacouca,
Me emocionei muito.
Que coisa lindaaaaaaaaaaa. Creio que somente as mães entendem tamanha emoção!
Meu sonho era ser mãe. Mas como estava com um pré câncer de intestino não podia engravidar. Os remédios que tomava poderiam ser fatais para o bebê. E eu correria risco de vida.
Sem planejar engravidei. Retirei os remédios, corri riscos ....mas NUNCA fui tão FELIZ!
Foi assim que Bruno meu bravo e guerreiro único filho veio ao mundo e completar a minha vida!
E quando nasceu, também me agarrou o dedinho.Trocamos energias. E lhe beijei os pés!
Assim como a sua flor, o meu bravo e guerreiro filhote continua lindo e sempre muito amado.
Coisa boa é ser mãe!!!

bacouca disse...

Luz
Sua "história" retrata de uma forma tão corajosa o que uma Mulher pode dar para ser Mãe! Graças a Deus que foi abençoada e tem o seu Bruno!!!
E ele como se deve sentir orgulhoso da Mãe que tem!
Um grande beijo

bacouca disse...

Ritália,
Ainda anda por aí o virus ou a temperatura subiu tão alto que o "matou"?Hehehehe
Adoro-te:)

bacouca disse...

Ritália,
Ainda anda por aí o virus ou a temperatura subiu tão alto que o "matou"?Hehehehe
Adoro-te:)

bacouca disse...

Caraças tenho que aprender a apagar dois comentários iguais! Terei neurónios para isso?
Vou tentar mas não hoje pois tenho algo mais importante a fazer!