Seguidores

quarta-feira, 15 de abril de 2009



E eu acho que me estou aproximando Dele! Ele procura-me, espera-me em cada recanto, aguarda pacientemente que eu deixe por uns minutos meus afazeres para lhe dar atenção, para simplesmente conversarmos, rirmos ou olharmos um para o outro.

Por isso nesta Páscoa passei-a com Ele e como Ele.

Experimentei e participei no lava pés. Confesso que não consegui conter as lágrimas ao pensar que Ele o fez para nos mostrar o que é a humildade mesmo sabendo que havia no grupo um amigo que o iria negar e entregar.

Experimentei e participei na adoração da Cruz. Tanto sofrimento, tanta humilhação depois de todos os momentos de bondade, de compreensão, de amor que tinha demonstrado. E a tudo se sujeitou por amor ao Pai, por amor ao amigo, por amor a todos os homens.
"Odiaram-me sem motivo - João 15-25".

Experimentei e participei a vigilia pascal. É uma sensação de grande recolhimento percorrer um claustro às escuras e no fundo do mesmo ver um clarão (o fogo novo) onde iria acender a minha vela como acto simbólico de renovação de um novo homem apoiado pelo seu amigo.

A mesma decorreu entre as 11,30h da noite de sábado até às 8,00h da manhã de domingo.

Páscoa sentida, Páscoa vivida!!!

4 comentários:

Luz disse...

Bacouca

Essa sensação é maravilhosa. Plena.
Já vivenciei uma Páscoa assim.

bacouca disse...

Luz,
Realmente foram dias muito "cheios" e dá para reflectirmos e pensarmos mais profundamente.
Mal não fazem só que fiquei com os sonos meio baralhados devido à vigilia pascal. No fundo estive 24h sem dormir e já não é para a minha idade!
Um beijo

Vilma disse...

Muito bom quando assim é! :)

bacouca disse...

Vilma,
Realmente foi uma Páscoa vivida e uma experiência marcante.
Um beijo