Seguidores

terça-feira, 27 de abril de 2010

QUE SIMBOLISMO GRATIFICANTE!!!

As pessoas andam todas muito atarefadas, meio zombeis devido a este calor repentino, irritadas sem tempo para parar e perder uns minutos para relaxar, sentir o cheiro dos fins de tarde e ver as pétalas das flores de cerejeira a abanarem com o vento e caindo quais flocos de neve cor de rosa.

Cá em casa também se sente o mesmo. Se assim não fosse, em vez desta fotografia tirada da net do inverno na Roménia, estaria colocada outra, essa tirada de um quadro verdadeiro sobre o mesmo tema e, que me foi oferecido. Mas ele vai ser aqui colocado... palavra de Bacouca!!!* Aqui e de certeza numa parede em minha casa.

Há muito tempo atrás, o meu filho João, telefona-me:

- Mãe, conheço uma senhora romena que não conseguiu ainda autorização de residência. Os membros da sua família já obtiveram. Poderá ajudá-la?
- Dou-lhe o contacto da R.M. que trabalha no MNE na secção de imigração e o João expõe o caso pois aí terá mais elementos.

Este fim de semana os meus filhos e neto vieram a casa. O João iria ser padrinho de casamento de um amigo que viveu em Bragança e que agora regressou a Viana.

No domingo, estando todos juntos, o João dirige-se a mim com um embrulho e com o seu ar doce e tranquilo diz-me:

-Isto é para si. Não se lembra de um caso que lhe falei de uma Sra. que andava muito preocupada pois não estava legal?
-Tenho uma ideia mas já passou tanto tempo e também nunca mais me disse se tinha resultado o contacto que lhe dei.
- Liguei directamente para a secção do MNE mas, não pedi para falar com a R.M. Expus o caso e disse que se não ficasse resolvido dentro de uma semana, então iria tratar do assunto de outra maneira. Poucos dias depois a Sra.O. recebe a autorização de residência.

Hoje no casamento, veio ter comigo e pediu-me para lhe entregar esta lembrança como forma simbólica de lhe agradecer o que fez por ela. Olhe que me fez ficar sem "graça" em frente de toda a gente.
- Eu? Mas eu não fiz nada! Quem fez foi o João e ainda por cima não recorreu à "cunha", que tenta sempre evitar.

Hoje liguei à Sra. O. agradecendo o quadro. Estivemos longos minutos a conversar. Soube que o quadro foi pintado pelo seu pai que emigrou para a Alemanha e retrata uma paisagem de inverno da sua Roménia que teve que abandonar.

Como é a Sra. O.? Ainda não sei, mas tenho a certeza de que em breve, em Bragança ou em Viana do Castelo, havemos de nos encontrar!!!

* Vou comprar uma máquina digital só para mim!

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A senhora O teve sorte em encontrar alguém que a ajuadsse a resolver as burocracias.

bacouca disse...

Carlos,
Mas não havia nexexidade...!!!
Beijo

Mike disse...

Não havia necessidade mas ela sentiu que havia. Será porque alguém merecia? ;-)
Um xi.

BACOUCA disse...

Mike,
A Sra. O tinha tudo em ordem para obter a residência sómente as burocracias deste país é que não tem nada de simplex...!
Xi