Seguidores

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

É SÓ MAIS UMA...

É só mais uma a acrescentar a tantas que já se fizeram e a muitas que irão acontecer...

A Rita parte ou chega sempre, "carregando" o seu coração.

Porque o Filippo não pode vir ou partiu primeiro, devido aos compromissos no gabinete, ou porque chegou a hora de deixar a sua família e regressar a Itália.

Sofremos as duas e mesmo estando habituadas às chegadas e partidas, não conseguimos "segurar" a lágrima que torna tudo mais difícil.

Julgo que quando ela constituir a sua família ser-lhe-à mais fácil mas...e para mim?

Vi sempre a minha Mãe esconder uma lágrima quando eu partia com o Vabenne e filhotes ... e eu? Eu não aguentava e elas corriam-me pela cara...

Porquê? Porque nada substitui a relação de uma mãe com a sua filha e vice versa!!!

17 comentários:

Lisa Nunes disse...

Bacouca querida,
Como entendo o que dizes e sentes neste momento, por que já morei longe de meus pais e lembro o quanto era dolorido a hora da despedida. Era tudo muito intenso, ALEGRIA demais na chegada e TRISTEZA em demasia na hora de partir.

Mas penso que a vida sem isso ficaria insosa, sem sal, sem tempero.. pois são estes momentos que a fazem valer a pena.

E como disseste em outro post:
"A fortaleza é um dom que permite perdoar e recomeçar sempre."
Que voce se fortaleça esta semana e recomece firme e forte esta nova etapa. Um Grande abraço e boa semana para ti

Pitanga Doce disse...

Ai essas idas e vindas que têm sempre gosto de saudade e que por mais que se repitam nunca nos acostumamos pra valer.

Isa GT disse...

Enquanto há idas e vindas não é assim tão mau, estar anos a olhar para o ecran do skype é bem pior e se não houvesse skype era um pesadelo portanto... ;)

Bjos

bacouca disse...

Lisa,
A vida é assim: chegadas e partidas! Custa a partida mas se sentimos saudades é bom sinal!
Vou começar esta semana com força pois os meus filhotes e neto estao sempre a chegar e a partir e eu quero estar em forma! Por mim e por eles|
Beijo

bacouca disse...

Pitanga,
Nós na partida sofremos sempre mas se soubermos que vai haver outra chegada e depois de um dia com os olhos inchados(hehehe),a vida retoma a sua normalidade com a esperança que vai haver outra chegada. Que haja sempre chegadas e partidas, pois é um óptimo sinal!
Beijo

bacouca disse...

Isa,
Como a compreendo. O skype ajuda mas anos sem ver a filhota é muito difícil.
Onde ela está não tem voos low cost?
Sei que tem o pequenote mas nenhum substitui nenhum.
Força Isa!
Beijo

Patti disse...

Ainda não cheguei a essa fase, mas estou certa que me vai custar horrores.
Mães e filhas, são sempre especiais.

bacouca disse...

Patti,
Custa realmente e por isso vá aproveitando ao máximo a filhota ao seu lado!
Beijo

Isa GT disse...

5.700Km e no mínimo ter que apanhar 3 aviões, não há low cost que fique low.

Bjos

Laura disse...

Eh, eu tive de fazer o luto pela partida da Neide para N York onde trabalha, antes de ela se ir embora.. Foi duro, triste, mas, a partir do momento em que se agarrou a mim a chorar, não chorei mais uma lágrima..ela chega sexta ao meio dia, ficará por 14 dias, que bom e até lá teremos tempo para esganar as saudades, mas, depois quer que eu vá lá por um mês, que não pode vir tão cedo, assim; veremos, agora sei que ela vem e estou feliz e tenho cá o Nuno que veio de vez, sabe tão bem ter os putos por perto..ela com 26 doutorada em Ciências da Biologia, ele 31 Técnico de radiologia trabalha em vinhos, assim..haja alegria. dou-me bem com eles, tão bem que nunca tive essa felicidade com a minha mãe...

Beijinhos a ti e só temos de aproveitar quando elas chegam e quando partem, a gente sabe que voltam... laura

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Querida Bacouca,

Sei bem do que falas por ter deixado a minha família para trás para seguir o meu amor (que continua bem vivo após 36 anos de casamento, felizmente !). Cada vez mais custa-me deixar os meus pais que têm 90 e 92 anos e vejo a tristeza deles nos seus olhos, pensando "será a última vez". É por isso que pela 4ª vez este ano, vou apanhar o avião e ter com eles.
O meu filho mais novo ainda vive connosco e a minha filha já mora sozinha há uns 6 anos. Não a vejo muito por causa do emprego dela e cada vez que se vai embora da minha casa, um bocado do meu coração também vai. Acontece a mesma coisa com o meu filho mesmo se o vejo todos os dias. Mas esta dor fica escondida porque tenho que os deixar voar das suas próprias asas mas lembro sempre com saudade quando os embalava nos meus braços.
Obrigada pelas tuas palavras no blog da Laura aquando do meu aniversário.
Beijinhos
Verdinha

Mike disse...

Isso é que era bom! Nada substitui é a relação de um pai com um filho. ;-)
Pronto, estou a desconversar, eu sei. Mas eu não consigo chorar nas despedidas, que são apenas partidas.
Um xi.

bacouca disse...

Isa,
Realmente a essa distancia não há voo que sai low...
Beijo

bacouca disse...

Laura,
Neste momento já estás com a tua filhota!
Que bem que sabe tê-los ao pé de nós.
Se puderes vai com ela passar uns tempos.
Aproveita se podes!
Também acho importante ter uma ligação forte com eles pois esses laços minimizam muita coisa.
Beijo e "esgana" as saudades!

bacouca disse...

Verdinha,
Nós preparamos os nossos filhotes para terem asas e depois ficamos "espantadas" por os ver voar! Também nós fizemos o mesmo e no teu caso aproveita a companhia dos teus o mais que puderes. Os meus já partiram mas eu sinto sempre a presença deles.
Gosto muito da Laura e sei que ela tem uma amizade grande por ti. Associei-me ao teu dia de anos com muita alegria!
Beijo

bacouca disse...

Mike,
Também tem toda a razão!
E acredito que não chore pois as despedidas são apenas partidas mas não fica com um nó na garganta? Hum....
Xi

Laura disse...

Eu aproveito e todos os dias, ela veio aqui trazer-me chocolatinhos para saborear...trás de tudo e ele também, depois dizem; mommyzinha olha não te deixes engordar mais...ahhhhhh..

beijinhos, muitos, da laura