Seguidores

quinta-feira, 17 de julho de 2008

APRENDI QUE NÃO TENHO QUE SER UMA DOR!

'Aprendi que, mesmo quando tenho dores, não tenho que ser uma dor.'

Aprendi depois da última queda que dei no trabalho que andava a efectuar por este Portugal profundo, que não podia, mesmo que muitas vezes me custasse suportar o calor, a chuva, os mapas rudimentares que me eram entregues, mas ter a compensação do contacto com gente simples que tanto me "ensinaram", de conhecer paisagens lindas ao andar às voltas por aldeias e vilórias, de deixar a família e amigos preocupados comigo!

Aprendi com a queda que dei, que a mesma poderia ter consequências muito graves. Felizmente tive a socorrer-me 3 operários de uma obra, que ouviram o "estrondo" ao bater com as costas e cabeça no chão, a qual me originou um hematoma e que me ajudaram a levantar. Depois fui vista por uma médica amiga, que me acompanhou no carro até a casa.(os meus anjos da guarda que até poderiam estar de férias!).

Aprendi que quando o trabalho nos pode dar alegria mas prejudicar a integridade fisíca é altura de parar: por mim e por aqueles que me são queridos.

Aprendi que a minha vida tem-me proporcionado momentos e coisas tão bonitas e por isso tenho que a "acarinhar"!

3 comentários:

Ritália disse...

Obrigada :)

di disse...

Ansiosa estava por este momento. Sei que deu lições de esforço e dedicação a muitos jovens, sei que é determinada e nao desiste das coisas facilmente.nada vale mais do que a nosso bem estar e saude.
Querida mãe Becas faz mt mt bem.

bacouca disse...

Minhas queridas filhotas: primeiro não é preciso agradecer e depois saber como sabia que estavam ansiosas que eu deixasse este trabalho. Fi-lo por mim porque quero ainda aproveitar os momentos bons que poderei passar com as duas e com os outros que me são queridos!
Não poderia deixar que algo que me aconteceu - a queda - que eu não consegui controlar estragasse tudo!!!