Seguidores

quinta-feira, 3 de julho de 2008

IREI VER A MINHA AMIGA MANUELA?!!!

Novamente quinta feira!

Daqui a algumas horas partirei para mais inquéritos a fazer! Já sei o itenerário e alegra-me saber que eventualmente irei encontrar a minha querida Manuela. Conhecemo-nos por um mero acaso.

Fui a determinada terriola onde teria que verificar se o semanário estava a ser entregue. Nunca lá tinha estado e como faço sempre, parei num café, bebi uma água e olhei para o mapa: não eram pessoas que teria que entrevistar mas sim verificar se diversas baterias tinham lá dentro o dito semanário. Baterias só tinha ouvido falar da dos carros e do instrumento musical!!! Não essas são conjuntos de caixas de correio que existem nos caminhos e que correspondem a casas espalhadas pelas redondezas.

A Manuela com o Pai tentaram "localizar-me" mas talvez por repararem no meu olhar "perdido" pergunta-me o Sr. João: não se importa que a minha filha vá consigo pois ela conhece os locais e a "menina" aprende?

Fiquei "aturduada" com essa sugestão e depois de uns segundos claro que eu a Manuela partiamos no meu carro, em busca das baterias! Como tudo se torna fácil quando somos guiados por alguém que sabe!

Terminado o "circuito" deixo a minha já amiga Manuela no seu café, trocamos moradas e telefones e ela oferece-me um trevo de 4 folhas, selvagem, dizendo:

-Dizem que dá sorte a quem encontra. Dou-lhe pedindo que a si lhe dê tudo de bom!

Logo irei encontrar-me com a Manuela e "carregar" as minhas "baterias" com gente sã, boa e prestável?

2 comentários:

vabenne disse...

Desejo, ardentemente, que tenas encontrado a tua amiga Manuela. Gente assim, pronta, transparente e amável é coisa muito rara, como o trevo de quatro folhas que ela te ofereceu.
Vabenne

luisa disse...

Há já muito tempo que não vinha ver o teu blog. Fi-lo hoje e, como sempre, com um prazer imenso. Na verdade, para mim a sua leitura é como se estivesse sentada na sala de casa dos teus pais a ouvir-te falar, sorrir ao mesmo tempo que mexes a cabeça num geito bem teu. Sabe mesmo bem!