Seguidores

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

CHEGADA A MACAU

Depois de uma viagem de 12 horas, com um pequeno "stop over" em Bombaim, (julguei que tinha regressado a África devido ao bafo de humidade que senti), de estar mais morta que viva pois fui bombardeada com perguntas, pedidos e "quando chegamos?", "falta muito?", " não quero dormir", "quero fazer xixi", etc, etc, etc, aterramos em Hong Kong.

Tínhamos à nossa espera um membro do Governo com duas acompanhantes ou babysisters ou o caraças(!), que fizeram o favor de tomar conta das crianças.

Não me perguntem como eram, se andamos muito, como fomos para o jetfoil, qual a reacção dos filhotes, que eu não me lembro de nada!!!

Estava exausta e só consegui sair desse "torpor", quando ouvi dizer que estávamos a chegar a Macau. Adoro chegar a qualquer sítio à noite, pois as luzes nas casas, o movimento dos carros, as pessoas a passar, adensa-me a curiosidade. E foi à noite que chegamos a Macau!

Fomos instalados na Pousada de Mon Há e logo a seguir convidados para um jantar de boas vindas.

Conheci o que era o jet leg e também não faltou o jet7!!!

7 comentários:

Mike disse...

Com que então Jet7 em Maau, hein? Muito me conta senhora... ;)

Mike disse...

... Macau, claro. ;)

Patti disse...

Ah quero saber mais dessa aventura!

bacouca disse...

Mike,
Claro que jet7: tanto os pirosos das revistas que a Patti descreve e tão bem, como o verdadeiro, aquele que não aparece, não se mistura, que convida o amigos para casa e os conhecidos para o clube!
Vai ver que vai conhecer alguns!!!
Xi

bacouca disse...

Patti,
Vou contar mais desta aventura.Foram 4 anos e meio inesquecíeis!
Beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pousada de Mong Ha? Também foi lá que fiquei durante dois belíssimos anos. ( Não queria nada que me atribuíssem casa, pois sentia-me lá muito bem numa suite com todo o conforto. Que saudades!Cheguei em Dezembro desse ano, mas já lá não estavam, pois não?

bacouca disse...

Carlos,
Também as saudades que tenho da pousada! Se fechar os olhos sinto o cheiro daquele jardim que a envolvia, das acácias, daquele sol forte, da sala de jantar, etc, etc, etc.
Como tinhamos miúdos pequenos arranjaram depressa uma casa. Saimos de lá em Fevereiro. Ainda não foi aí que me cruzei consigo!
Beijo