Seguidores

sábado, 6 de março de 2010

O POVO É QUEM MAIS ORDENA

Mais um dos motivos da minha insatisfação, que tem originado últimamente, pouco sentido de humor da minha parte.
Antes de iniciar, que fique bem claro, que eu não sou contra as greves. Acho que é um direito que todo o cidadão tem e eu própria, desde pequenininha já fazia greve a muita coisa: aos nabos por exemplo.
Agora não aceito que, por exemplo, utentes de determinados centros de saúde, que aguardaram provavelmente meses para uma consulta, que se levantaram às 6.00h da manhã para a não a perder, não sejam atendidos porque o pessoal administrativo fez greve mas os médicos estão ao serviço. Ou que alguém necessite do cartão de utente e não o obtêm, de ter vindo de longe e de ter perdido umas horas de trabalho, porque a menina que está destinada a tirar as fotografias fez greve, mas a funcionária que preenche os impressos está no seu posto de trabalho.
Quem faz greve? Aqueles que não estão contentes com as medidas do governo não é?
Então em todos os serviços não haverá militantes ou simpatizantes do partido que está no governo? Pois então que esses assegurem os serviços para não prejudicar os utentes e deixem a greve ser feita pelos outros que não são do partido e que terão mais razões e autoridade para não concordar com as medidas tomadas.
E greves haveria sempre mas o país não parava.
Sou muito linear mas se governasse era assim que eu autorizava as greves.

2 comentários:

Mike disse...

Shiiii!!!... se governasse havia muita gente à toa... (risos)
Um xi. :)

bacouca disse...

Mike,
Pois havia havia!
Xi