Seguidores

segunda-feira, 19 de julho de 2010

UM POSTAL DE FÉRIAS - DESAFIO DO CR!

O Carlos, das Crónicas do Rochedo, fez um dos seus desafios: postais de viagem e a sua história!

Como não tenho do que vou descrever, pedi-lhe autorização para tirar imagens da net.

As minhas primeiras férias de praia, no Oriente, foi à ilha de Hainan, na China. Na altura, em 1987, ainda não era conhecido este paraíso e não havia praticamente estrangeiros.

Ficamos na cidade Sanya e íamos para a praia duns "táxis" que no fundo eram uma espécie de atrelado adaptado a uma moto decrépita. Fomos um grupo de 9 pessoas, incluindo os filhotes, e dividiamos por 2 "táxis". A uma hora combinada, eles lá estavam para nos levar de regresso ao hotel. Belos dias passados na baía de Sanya com o mar azul, azul até demais!!!

Havia pescadores e por volta do meio da manhã todos ajudavam a puxar as redes. Os chineses riem-se muito quando nos vêm a colaborar nas suas tarefas e como os meus filhos já "arranhavam" o mandarim, dava perfeitamente para comunicarmos!!!

Claro que também visitamos a ilha onde habita a etnia Li, mantendo as suas tradições ancestrais. A sua vestimenta é lindissima (como se vê na imagem) e tudo é feito à mão.

Contudo esta viagem marcou-nos profundamente pelo seguinte acontecimento.

Eu e o Vabenne andávamos a passear pela praia e encontramos um postal escrito em alemão, com uma direcção mas faltando o selo. Encontrava-se um pouco desbotado. Quardámo-lo com a intenção de, ao chegar a Macau, meter num envelope, contar o sucedido e enviar para o remetente.

Qual não o nosso espanto, quando dias depois, recebemos uma carta escrita por uma mãe, agradecendo o nosso gesto e informando que lhe tínhamos proporcionado notícias da filha que tinha partido de férias, e da qual nada sabia há mais de ano e meio!

Ainda hoje, guardamos com muita comoção, uma moeda que a Sra. nos enviou, para nos dar muita sorte e felicidade, pois com o nosso gesto tinhamos proporcionado uma hipotética esperança de encontrar a mesma!.

13 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pronto, pronto, vou reunir o Conselho editorial do CR para os convencer a aceitar a "batota" (eheheheh!) É que a história é mesmo muito boa...
Estive em Hainan, mas num hotel junto à praia, e não desgostei.
Obrigado pela participação. Num dos próximos dias lá estará o link
Beijo

BACOUCA disse...

Carlos,
Acho que andamos pelos mesmos sítios pois gostamos de determinado tipo e turismo. Contudo e por vezes sabe bem uns dias tranquilos nas Maldivas depois de ter estado no Tibete no 1 de Outubro, ou ter feito parte da rota da seda...
Tenho sempre algo que me marcou e não sei quantos "postais" posso ir mandando...
Beijo
BACOUCA

Victor disse...

Bequinhas.
Que gesto lindo, só poderia vir mesmo de pessoas especiais como vocês. E puxando a brasa à nossa sardinha, essa é mesmo de angolanos.....Bjs.
V.Chaby

bacouca disse...

Meu querido,
Nem nós imaginávamos a importância daquele postal: mais um reforço para viver melhor esta vida: deixa o comodismo, o não interessa pois o que parece que dá trabalho,que não tem interesse pode fazer a diferença. E fez naquela mãe!
E claro angolano é mesmo assim patrício: as pessoas são o mais importante!
Tadoro
Beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Esta noite ( madrugada) farei o link. O Conselho Editorial do CR foi sensível à minha argumentação.
Beijos

Pedro Coimbra disse...

Ando há demasiado tempo para conhecer Sanya.
Agora quero lá ir mesmo para poder ver in loco a magia que aqui descreve.
Passo a ser seu seguidor.

Fê-blue bird disse...

Sem dúvida que este post merece destaque no Rochedo.
Parabéns pelo gesto e pela escrita.

Bjos

paulofski disse...

Bonito local e bela história que nos conta. Viagens a locais destes só nos meus sonhos.

bacouca disse...

Carlos,
Fico agradecida ao Conselho Editorial! Na verdade nunca fui de comprar postais. Tenho é fotografias e filmes.
Um beijo

bacouca disse...

Carlos Coimbra,
Tenho imenso gosto que visite este cantinho. É um pouco "anárquico" pois vou escrevendo ao sabor das recordações, relações e ralações!!!
Sanya já não é nada do que eu tive a oportunidade de conhecer, bem como outros sítios. Sabe que quando fui para Macau em início de 87, até de lá tivemos poucas indicações. Agora imagine da China?!
Mas vá porque vale sempre a pena ir ao Oriente como ir a África...
Um beijo

bacouca disse...

Desculpe Pedro! O Carlos baralhou-me as ideias com a excepção concedida, o que para mim é uma honra, e troquei-lhe o nome: chamei-lhe Carlos em vez de Pedro!
Sorry!

bacouca disse...

Fe-blue bird,
Fico contente que tenha gostado de ler este "postal" de férias. Foram dias magnifícos, num paraíso ainda por descobrir, e quantas vezes me lembro daquela mãe. Mas olhe que por alguns sitíos por onde andei,deveria haver muitos casos destes pois, via-se que as pessoas desligavam-se das raizes: rota da seda, tibete, nepal, mas não nas zonas ditas turísticas. Iam à procura de algo e por lá se perdiam... Nunca soube se foi o caso desta rapariga.
Beijo

bacouca disse...

Paulofski,
Nunca diga nunca... Também nunca imaginei que iria viver para Macau, durante uns anos, e por isso tive e aproveitei estas oportunidades de conhecer alguma coisa do Oriente.
Beijo